Recomendação de livro: Learning 3.0

Se não tiver interesse em receber spoiler não leia o resto do texto e apenas compre o livro no site Casa do Código aqui.

book

No livro além de explorar sobre o Learning 3.0 ele descreve o que seria o 1.0 e 2.0 e por fim mostra como aplicar o 3.0 com algumas metodologias que não comentar sobre para você comprar o livro e saber sobre.

Learning 1.0

Nessa versão o especialista que pode ser uma pessoa ou instituição toma conta de todo o processo, forma e tempo. A missão deles é substituir a grande interrogação na sua mente pelo que eles julgarem melhor, em geral, a zona de conforto deles. O ambiente tende a ser uma sala de aula e avaliação do progesso como se estivessemos em uma escola tradicional com testes. Tem insclusive um pequena provocação com consultores que registrei no meu twitter.

O especialista no Learning 1.0 me lembrou aquela pessoa que gosta de se mostrar superior em conhecimento que faz perguntas complexas para pessoas que não vão saber responder para ele mesmo depois se autoresponder e mostar toda sua falsa sabedoria.

Learning 2.0

Nesse upgrade de versão o especialista entra no contexto dos aprendizes e parte do problema deles para usar seus conhecimentos prévios para solucionar o problema. O sucesso desse processo passa a ser medido através da solução do problema original. Detalhe, o especialista nesse caso ainda funciona como um mestre dos magos apenas que chega e fala suas palavras de sabedoria e "some" na maioria dos casos.

Learning 3.0

Aqui o visão do especialista se descentraliza, passa a ser uma rede onde temos aprendizes e especialista e a mesma pessoa pode possuir os dois papéis dependendo do contexto do problema. Aqui todos ficam em nível de igualdade e o processo de aprendizagem passa a ser através de troca de ideias e experiências e prática. No Learning 3.0 a questão se torna muito mais social e tudo parte do coletivo.

Quando cheguei nessa parte do livro me identifiquei muito com o que acontece na Dev-ES, grupo de profissionais de TI no ES, onde através de várias canais no Slack pessoas compartilham seus problemas e outras aparecem com suas experiências, dores e propõe soluções e ajuda as vezes fora da sua zona de conforto.

O que me encantou nessa ideia do Learning 3.0 foi a ideia do coletivo para levantar os problemas e resolver eles junto criando o processo de aprendizagem no grupo. Assim como comentei do nosso caso também temos isso em outros lugares do Brasil com destaque para o Tranning Center.

Aos que forem ler, boa leitura e espero que fiquem animados que nem eu.

Author image
Vitória - ES, Brasil Website
Formado em Engenharia de Computação na UFES e trabalhando com desenvolvimento de software para o mercado desde 2012. Hoje estou focado na área de ciência de dados e negócios.